11/4/16

Governo vai trabalhar para garantir maioria contra o impeachment [+ video]

O ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência, Jaques Wagner, disse, nesta segunda-feira (11), que o governo recebeu com tranquilidade o resultado da votação da comissão especial do impeachment, que aprovou por 38 votos a 27 o parecer favorável à abertura do processo contra a presidenta Dilma Rousseff. Segundo Wagner, a expectativa da oposição em alcançar uma grande maioria na comissão não se confirmou.

Wagner disse que o governo vai continuar trabalhando para garantir o resultado na votação no Plenário da Câmara. “Disseram que a gente ia perder, mas o resultado está dentro do esperado. Aos que pregam o golpe dissimulado, esse número não dá a eles o resultado que gostariam. Agora é hora de trabalhar”, assegurou. Segundo Wagner, a meta do governo é chegar aos 213 votos. Ele classificou os 27 deputados que votaram contra o parecer como “heróis da democracia”. “Estamos agradecendo e parabenizando os 27 que eu considero heróis da democracia, mais do que defensores só do governo da presidenta”, salientou.

Jaques Wagner chamou o vazamento do áudio do vice-presidente Michel Temer de ação “produzida”. Isso porque foi divulgada uma gravação em que Temer fala como se a presidenta já tivesse sido afastada do cargo. “Eu acho que macula sua própria história, rasga uma fantasia e assume o papel que antes poderia estar escondido, de patrocinador e maior beneficiário desse golpe parlamentar, desse golpe dissimulado”, afirmou.

Para ele, caso o governo derrube o impeachment na votação de domingo, a única medida que resta ao vice-presidente é renunciar ao cargo. “Depois de assumir a conspiração, o mínimo de coerência com o que ele fez é, uma vez derrotada a conspiração, ele renunciar, porque vai ficar um clima absolutamente insustentável, insuportável”, avaliou o ministro.



http://blog.planalto.gov.br/governo-vai-trabalhar-para-garantir-maioria-contra-o-impeachment-afirma-jaques-wagner
Publicar un comentario